A tireoide e a dificuldade de emagrecer

– 17:25Publicado em: Saúde

Hoje em dia, cresceu muito o número de pessoas que procuram os médicos para emagrecer. Fazem isso porque as dietas e regimes milagrosos propagados pelas revistas e feitos pelas modelos que aparecem nos programas de televisão parecem não ser tão funcionais assim. O fato de muitas mulheres quererem ter o corpo parecido com o da Barbie faz mesmo que atitudes impensadas sejam tomadas. Algumas chegam à insanidade da auto-medicação, por isso, o melhor é sempre buscar ajuda médica. A dificuldade em manter o peso pode, inclusive, estar ligada a questões mais graves como o câncer de tireoides.

A origem do câncer de tireoides, como a dos demais tumores malignos, é desconhecida, embora saiba-se que o crescimento do tumor depende, muitas vezes da ação do hormônio tireotropina, segregado pela hipófise.

O câncer de tireoides pode apresentar-se sob diferentes formas:

Tumores das células foliculares (adenomas). São tumores que aparecem como nódulos solitários, com frequência encapsulados, e possuem uma estrutura uniforme e diferente da glândula próxima. Dentro deste tipo de tumores encontra-se o adenoma papilífero, que é o câncer de tireoides mais frequente e menos maligno; apresenta-se em pessoas com menos de 40 anos, nas quais o nódulo persiste durante anos ou meses, crescendo muito lentamente até que chega a invadir os gânglios do pescoço; a sobrevivência é longa e, ao final de 5 anos de ter-se diagnosticado, 80%dos pacientes seguem com vida. O adenoma folicular aparece em pessoas de mais de 40 anos, mostra-se como tecido tireóideo normal que invade os vasos sanguíneos, e através destes, chega aos ossos e ao pulmão, provocando tumores nestes pontos. Se for tratado de modo adequado, no final de 3 anos a sobrevivência é de 80%. Um terceiro tipo de tumor é o adenoma misto, que adota características do papilífero e do folicular.

Finalmente cabe destacar,’por seu alto grau de malignidade, o adenoma anaplâstico ou indiferenciado, que afeta as pessoas maiores de 50 anos e apresenta-se em forma de um pequeno nódulo inicial de crescimento muito rápido e de propagação imediata a outros órgãos; o doente sobrevive apenas alguns meses.

Tumores das células parafoliculares. O mais importante é o carcinoma medular, cujo desenvolvimento é mais rápido que o papilífero e o folicular, mas é mais lento que o anaplâstico. Costuma apresentar-se em pessoas maiores de 50 anos.

Tumores do tecido conjuntivo que serve de sustentação da glândula. São pouco frequentes e apresentam-se como linfomas ou como sarcomas, sendo formados por tecido linfoide ou adenoide. Têm tendência a generalização.

Nestas três formas de câncer de tireoides o tratamento consiste, primeiramente em reduzir o nódulo através de intervenção exclusivamente médica. Se o doente não responder a este tratamento, procede-se a uma biopsia para confirmar que se trata de um câncer e determinar seu tipo. Em caso afirmativo, processa-se uma intervenção cirúrgica, retirando uma parte ou a totalidade das tireoides.

L99

Um site de variedades.

  • Página de exemplo
  • Enviar sua Postagem
  • Política de Privacidade
  • Termos de uso
  • Atividade
  • Membros
  • Registro
  • Ativação
Este é um site do grupo B20
Pular para a barra de ferramentas