Advogado Tributarista Page 2 – Part 2

O Governo brasileiro ultimamente tem incentivado a imigração de jovens que querem estudar em universidades conceituadas nos Estados Unidos.  Em recente reunião que reuniu a presidente Dilma com a ministra norte americana Hilary Clinton, houve um acordo para que a entrada de brasileiros nos Estados Unidos seja facilitada, desde que  estes tenham objetivos acadêmicos. Ponto para o Brasil. É de extremo bom gosto qualquer estímulo ao aprendizado, e – deixando o saudosismo brazuca de lado – é um ganho intelectual imensurável obter a chance de estudar nos EUA, o país com as melhores instituições de ensino do mundo.

O país precisa melhorar a educação básica

É óbvio que o Brasil tem Universidades da qualidade. A USP está na lista das melhores do mundo, inclusive posicionada na frente de algumas instituições americanas. Outras escolas também são boas, como, por exemplo, a UFRJ, UFMG, UFPE, e as PUCs espalhadas pelo país; mas obter conhecimento em instituições de ensino tradicionalíssimas do primeiro mundo é algo que não tem preço. E se o Brasil almeja pertencer ao grupo de países desenvolvidos, investir em educação é algo primordial. É uma pena que a qualidade do ensino básico e médio das escolas brasileiras não está nada bom.

A evasão escolar – abandono da escola –  é um problema recorrente em todas as regiões brasileiras, e mesmo aqueles que seguem adiante não tem condições de disputar de forma justa, uma vaga para entrar na faculdade com alunos de escolas particulares. A disparidade precisa acabar, para que todos tenham acesso à educação superior de qualidade, ou então terem condição de viajar para os Estados Unidos e cursar em Harvard.

Educação de qualidade melhora o IDH do país

Já pensou se todos tivessem condição de estudar nas melhores escolas de curso superior do Brasil e do mundo? Que bom seria se houvesse mais igualdade intelectual entre os estudantes brasileiros de diferentes classes sociais. Ainda estamos longe desse patamar – no qual os países com maior IDH do mundo já se encontram há muito tempo, mas se houver investimento massivo em educação acompanhado do contínuo inventivo para estudar fora, o Brasil terá, futuramente, excelentes  físicos, astrônomos, ou arquiteto e advogado tributarista de renome. O que está esperando, Dilma?

Quem já passou de carro pelas estradas do Rio de Janeiro sabe que o preço do pedágio é elevado. A impressão que se dá quando se sai do Rio para o Espírito Santo de carro, é que a cada uma hora encontramos algum ponto de pedágio nas rodovias cariocas. Sim, de fato eles são muitos, e são caros. Conforme foi noticiado no portal G1, segundo dados do Instituto de Pesquisa Economica Aplicada ( IPEA) as rodovias estaduais do Rio de Janeiro sob concessão possuem o pedágio mais caro do país. Já desconfiávamos.

Rodovias Federais são precárias

O valor médio pago nas rodovias do Rio de Janeiro é de R$ 12,93 por cada 100 km rodados, esse percentual é 43% maior do que nas outras cidades do Brasil. Em Sã Paulo por exemplo, o motorista paga em médio 12,76 R$ por 100km. A diferença parece pouca, mas faz uma diferença enorme aos que fazem muitas viagens por mês. Ainda de acordo com estudos da IPEA, o prego pago pelas concessões em estradas brasileiras é mais alto que na média mundial.

Há uma diferença incrível na qualidade destas estradas pagas, se compararmos com as Federais. Em vários cantos do Brasil a qualidade das rodovias Federais é péssima, basta ver o número de acidente, ocasionados em muitos casos em decorrência dos obstáculos nas pistas. As pistas com pedágio são de fato bem melhores. Pagamos um preço( alto) por isso. É justo? Nem sempre.

Brasil precisa investir em infraestrutura

O Brasil tem o PIB maior que o do Reino Unido. Irá sediar a próxima Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos de 2016, enquanto o país não tiver estradas em boas condições(e gratuitas) dificilmente fará parte do grupo de países desenvolvidos. Infraestrutura de ponta é primordial nesse sentido. Além disso, cabe ressaltar que temos muito a pagar. A carga tributária brasileira é uma das mais altas do mundo, alguns brasileiros recorrem a um advogado tributarista competente para pagar o preço justo de mercadorias. Valores justos devem ser cobrados, mas o governo precisa construir boas estradas. Concordam?

Depois de se formar em direito e passar na prova da OAB, chegou a hora de abrir o escritório de advocacia e tornar-se um advogado tributarista conceituado. Esse é o sonho de muitos egressos nessa carreira que é considerada uma das mais importantes do mercado de trabalho. Se outros jovens profissionais almejam trabalhar na área criminal, penal, direito da família, etc, o desejo em comum dos novos profissionais é montar um escritório, e se tornarem um profissional respeitado na sua cidade, ou mesmo no país.

Veja o que é preciso para ter seu escritório funcionando

Planejamento financeiro – Eis uma etapa importantíssima na hora de abrir qualquer negócio. Quanto você irá gastar para abrir seu escritório? Estabeleça o custo do investimento inicial. Separe as despesas, o que você irá gastar com documentação, móveis, localização, equipamentos, os gastos com salários de empregados. Faça cálculos para verificar quanto será o retorno financeiro.

Plano de Negócio – Quantos profissionais atuarão no seu escritório? Quais serão seus clientes? Como anda o mercado e de que forma será feita a divulgação do seu serviço? Estas são algumas informações nas quais você deve ter em mente na hora de montar o plano de negócio do seu estabelecimento. É a hora do planejamento do quanto será gasto, e no que as fatias do seu recurso serão investidas.

Atraia clientes – Faça um estudo para verificar quem pode ser seu cliente. Escolha a melhor forma de divulgação  do seu serviço para pessoas da sua região. Demonstre o que o seu serviço tem de especial, e inovador em relação a outros de sua região.

Mantenha contatos importantes – Manter clientes é vital em todos os momentos do seu negócio, então restabeleça relação com eles. Envie newsletters, saiba que há chances de fechar negócios em outras oportunidades.

Boa localização é essencial

Este é o primeiro passo para você montar sua sala empresarial e ter muito sucesso na sua carreira. Um advogado precisa ser ético e defender a causa dos clientes com empenho e dedicação. E ter um escritório bem localizado, e devidamente estruturado é essencial para mostrar profissionalismo. Pronto para montar seu escritório?

Os primeiros dias no trabalho são sempre difíceis. Timidez, cautela excessiva, medo de errar e passar uma impressão negativa ao chefe, tudo isso é evidente nos que embarcam num emprego novo, ou naqueles que estão iniciando a jornada no mercado de trabalho. É importante ser cauteloso, e ter cuidados nos primeiros dias, mas de uma forma natural, sentindo-se seguro, e procurando se concentrar ao máximo nas suas atividades. Afinal, lembre-se; se você chegou a esse posto de trabalho, foi devido a sua competência, basta seguir os ditames comuns aos iniciantes que você se adaptará.

Primeiramente, é importantíssimo chegar ao local com a aparência boa. Durma bem para não deixar transparecer aquele péssimo semblante; e escolha roupas sociais e bem compostas, semelhantes as utilizadas no processo seletivo. Nos dias seguintes, quando você já tiver ambientado com a cultura empresarial , e se perceber que as pessoas se vestem de forma mais leve, obviamente, poderá fazer o mesmo. Para se dar bem nos primeiros dias de trabalho é válido saber um pouco mais

Confira algumas dicas que irão te ajudar nos dias iniciais

Não seja puxa saco – Converse normalmente com as pessoas ao seu redor, sem fazer elogios eloquentes e desnecessários. Almoce com os colegas, pois almoçar sozinho transmite impressão de prepotência. Seja cordial, mas com naturalidade.

Pontualidade – Não atrase em nenhuma circunstância. Chegar no horário correto demonstra comprometimento e responsabilidade. Se você mora longe, programe-se para acordar cedo, e dessa forma não tenha problemas com o trânsito.

Faça anotações – Nos primeiros dias as dúvidas são comuns, e você provavelmente terá reuniões e treinamento. Não se esqueça de anotar o que aprender.

Escutar mais do que falar – No período de aprendizado é importante ouvir mais do que falar. Escute com atenção o que seu chefe irá passar, não acumule dívidas.

Não utilize gírias – Falar bem é importante em todas as circunstâncias sociais. No primeiro dia de trabalho, seja formal, não fale gírias ou palavrões, evite piadas desnecessárias e de mau gosto. Discrição é essencial

Seja cauteloso, porém participativo·.

Não será difícil conseguir se adaptar ao novo ambiente profissional se essas normas forem seguidas. E não se esqueça: você não é um robô. Apesar da cautela necessária, sempre pergunte quando tiver dúvidas, a curiosidade é uma virtude na qual demonstra desejo de aprendizagem. Se você é um foca na redação de um jornal, ou trabalha no escritório de um advogado tributarista conceituado, é bom ser participativo, sempre ouvindo os mais experientes. Pronto para encarar o batente?

O sonho de se tornar um advogado tributarista importante, ou um  bom advogado que atua na área trabalhista, da família, ou penal, é evidente para muitos jovens que terminaram o ensino médio. É extremamente prazeroso, e motivo de orgulho para amigos e familiares, atuar em uma das profissões mais nobres do mercado de trabalho. Os advogados usam as leis constitucionais na defesa dos seus clientes, e podem atuar em diferentes campos do direito.

Conheça habilidades exigidas pela profissão

Sabe aquela história de que devemos fazer somente o que gostamos? Então, nem todos tem aptidão para atuar na área do direito. Para se tornar um bom advogado é preciso ter o hábito da leitura, escrever bem, ser perspicaz, persuasivo, ter boa memória, saber negociar e ter excelente capacidade de argumento, negociação. É óbvio que ninguém nasce sabendo, e grande parte dessas habilidades são adquiridas na faculdade e no exercício da profissão em estágios ou mesmo no início da sua vida profissional. No entanto é possível notar, ainda na escola, a presença de alguns desses méritos.

Um passo inicial importante para se tornar um advogado competente, é conhecer sobre a profissão antes mesmo de começar na faculdade, leia livros sobre direito , assistia filmes de tribunal – Tempo de Matar, e Filadélfia são excelentes exemplos – e conheça pessoas da área para conversar sobre o campo de atuação e o mercado de trabalho. Outro passo fundamental é escolher uma boa faculdade. Infelizmente a maioria dos cursos de direito no Brasil são de baixa qualidade. Então, na hora de matricular-se, certifique-se que a instituição é bem avaliada pelo Ministério da Educação. Será um diferencial na sua carreira.

Não esqueça de estudar para a OAB

Para ter a autorização de atuar na área, é necessário ser aprovado no exame da Ordem dos Advogados do Brasil ( OAB), por isso é importante cursar uma Universidade que ofereça um bom suporte para essa etapa crucial. Se você tem espírito investigativo, gosta de um bom debate, é articulado, ético e tem senso de justiça, o que está esperando para cursar direito e se tornar um excelente advogado?

Você sonha em ser um advogado trabalhista bem sucedido, um arquiteto, um cientista político? Se para conseguir alcançar esse objetivo apenas sonhar fosse o suficiente, seria muito fácil. Saber organizar o tempo de estudo, e devorar os livros é obrigatório aos que almejam sucesso profissional e querem passar no vestibular, ou em algum concurso público. E nessa jornada, responsabilidade, planejamento e foco são qualidades obrigatórias, pois as provas estão cada vez mais concorridas.

Com o aumento gradual da escolaridade, e o boom econômico que o Brasil vem passando nos últimos anos, é evidente que mais pessoas buscam passar em concursos públicos e ingressar em universidades para aumentar o poder aquisito e a qualidade de vida. Resultado: Há mais pessoas preparadas para as temidas provas. Quer saber como se preparar para testes difíceis?

Confira algumas dicas especiais de estudo

1 – Revise os assuntos dados em sala de aula: Nunca deixe acumular assunto. Estude diariamente cada matéria que foi dada em sala de aula.

2- Defina horários regulares de estudo: Estude em horários certos. Quando você sentir mais disposição, mas mantenha um padrão, jamais utilize esse horário para outras atividades.

3- Faça pequenas pausas. Após estudar por cerca de 2 ou 3 três horas ininterruptas, faça pequenas pausas para descansar a mente, mas não utilize esse tempo para assistir televisão, ou utilizar o Facebook. As atividades irão distraí-lo.

4-Aproveite os dias livres para estudar mais: Se você normalmente estuda 6 horas por dia, em um dia que não tiver aulas, aumente esse tempo de estudo.

5-Leia jornais e revistas, mantenha-se informado: Atualizar-se é sempre positivo, pois em várias provas há matérias sobre atualidades e conhecimentos globais. Busque informação em veículos de comunicação.

6- Há momentos para descanso e diversão: Você não é um robô, obviamente vai precisar descansar relaxar e sair para se divertir. Utilize parte do fim de semana para atividades recreativas.

Você é capaz. Acredite em si mesmo

Ignore quem disser que é impossível passar em exames. Acreditar em si mesmo é o primeiro passo para quem almeja concluir um objetivo com êxito. Se você tiver empenho, as horas de estudo serão válidas. Ser um profissional da área de direito, um jornalista, ou um engenheiro numa empresa de petróleo não é difícil para quem tem determinação. Pronto para iniciar os estudos?

Para se tornar um advogado tributarista de sucesso, um técnico de informática com respaldo, e um gabaritado arquiteto, é necessário mais do que uma graduação, e um curso ou outro de extensão que existe por aí. Com o mercado de trabalho cada vez mais concorrido – pois enquanto as vagas são escassas, a mão de obra torna-se mais capacitada – é imprescindível ter no mínimo um mestrado, e saber falar duas ou três línguas estrangeiras (inglês, espanhol, e em muitos casos, mandarim). Quanto mais anos de estudos que você tiver, maior será o seu salário.

Ter criatividade e ser proativo é essencial na efetivação da sua guinada profissional

No mundo de mudanças constantes, – cujo protagonismo da internet, com as mídias sociais, e outras ferramentas interativas, tornou-se preponderante nas relações pessoais, e de trabalho – o profissional que não busca renovar seu conhecimento torna-se incapaz de alçar vôos mais longos em sua carreira. A tendência é se estabelecer em um emprego modesto. Aliás, se você analisar bem, até mesmo nos trabalhos mais simples, há exigências inexistentes há alguns anos. Hoje, o mercado tem o interesse em encontrar um profissional com bagagem intelectual e, principalmente, habilidades técnicas.

Ser proativo, independente, criativo, ousado e manter-se sempre atualizado em relação às operações do serviço em que atua, é uma exigência evidente aqueles que desejam se tornar profissionais de sucesso sem mecanismos nepotistas. E para garantir tais qualidades, nada melhor do que estudar e trabalhar os períodos iniciais na faculdade – conseguir um emprego o mais cedo possível, é essencial para que o manejo técnica evolua. Após a graduação é hora de escolher uma pós do interesse, e em seguida partir para o mestrado, ou doutorado. O conhecimento aprofundado em áreas específicas da sua área profissional é um fator decisivo para alavancar seu salário.

Não parar de se qualificar é o caminho a ser seguido

Você deve ter lido por aí que mesmo pessoas com escolaridade estão sem emprego. É verdade. Garantir uma vaga não é fácil. Mas se você for um profissional de destaque, com aptidão a exercer diferentes funções não apenas dentro do seu setor, o reconhecimento virá, e a vaga (talvez única) será sua. O que faz um advogado, um jornalismo, um auxiliar de enfermagem, ou um mecânico ganhar muito dinheiro no trabalho é o talento. E ele é adquirido com estudo e prática. Pronto para vencer na sua batalha pessoal por uma carreira de sucesso?

No mundo digitalizado a impressora ainda é imprescindível em situações de trabalho e estudo. Se você é um estudante, engenheiro químico, advogado tributarista, psicólogo, ou funcionário da papelaria, vai precisar imprimir textos importantes de forma semanal, ou diariamente. Mas já reparou que o equipamento te deixa na mão em algumas oportunidades? Não são poucas as vezes que o papel atola, a impressora trava e a função não é executada. De que forma impedir a situação desagradável, e evitar o transtorno de ter que salvar tudo num pen drive para imprimir em outro lugar?

Veja algumas dicas de como conservar seu equipamento

Primeiramente vamos esclarecer algo importante. Caso a sua máquina apresente algum defeito, não tente consertá-la por conta própria ( somente se você for um técnico de informática, ou algo parecido). Em muitos casos, na tentativa de resolver o problema do aparelho sozinho, as pessoas danificam outras peças, e consequentemente os gastos com a manutenção são maiores. Levar o produto a um especialista, fazer o orçamento e rezar para não ser um problema sério, ainda é a atitude mais sensata. Apresentemos, enfim, algumas dicas de como aumentar a vida útil da sua impressora:

1 – Coloque pouco papel na bandeja da impressora, pois pode causar problema no censor do produto. É isso que provoca o atolamento do papel.

2- Faça a manutenção preventiva ao menos duas vezes por ano, para que as engrenagens sejam lubrificadas com óleo.

3-Limpe-a com frequência para evitar o acúmulo de sujeira nos compartimentos.

4- Não escolha qualquer cartucho. Exija um componente de boa procedência e compatível com sua máquina.

Evite gastos desnecessários com manutenção

Como já diz o velho ditado, “prevenir é melhor do que remediar”. Cuide da sua impressora para evitar problemas e gastos exorbitantes no futuro. Se você tem uma máquina simples para uso doméstico, uma multinacional, ou dessas de uso corporativo, o zelo deve ser o mesmo. Se for uma HP, Sharp, ou impressora brother siga essas dicas e tenha o produto em excelente estado de conservação por muitos anos.

Um advogado tributarista verifica para o cliente se as cobranças de impostos são legais ou abusivas. Em se tratando de um país com sistema tributário complexo e, por vezes, confuso, a atuação do especialista é de suma importância para fiscalizar se existe comprometimento com a legalidade, por parte das instituições. Afinal, há muitas contas erradas. E Por falar em cobranças ilegais, por estarmos no início do ano, é bom que nessa fase inicial do ano letivo fiquemos atentos quanto aos materiais pedidos pela escola na lista de material escolar.

Veja quais materiais você não precisa comprar  

Você sabia que não é obrigado a comprar álcool, bolas de assopro e papel higiênico? A instituição de ensino tem a obrigação de adquiri-los, dentre outros materiais que são corriqueiramente pedidos na lista, e que aumentam a despesa dos pais. Muitos argumentam que o melhor é comprar tudo, pois não são raros os casos em que a direção da escola cobra ao aluno pelos itens que faltam, expondo a criança (ou o adolescente) ao constrangimento. O acanhamento não deve existir. De acordo com órgãos de defesa do consumidor ao fazer a matrícula, os pais podem deixar de comprar alguns itens, e caso sejam obrigados pelo colégio, podem entrar na justiça. Veja a lista de alguns materiais que você deve riscar da lista:

-Papel higiênico

-bola de assopro

-fita de decoração

-flanela

-Grampeador

-Giz

-álcool

-Lenços descartáveis

-Pegador de roupas

-pratos descartáveis

-Tonner de impressora

-medicamentos

Compre somente o necessário, exija os seus direitos

Anotou? Então já sabe não é? Se a escola do seu filho informar que você é o responsável pela obtenção destes itens, não os compre. E tem mais, caso o colégio exija resmas de papel, eles tem a obrigação de mostrar um projeto pedagógico no qual justifique o uso do material. Por acreditar que os pais dos alunos são leigos ( e, de fatos, muito são) as instituições de ensino extrapolam nos pedidos. Fique de olho.

Cabe ao direito tributário – no qual o advogado tributarista desempenha função de importância imensurável – arrecadar, fiscalizar, e regular a cobrança de tributos; os impostos que serão usados na melhoria das cidades. O dinheiro tem importância vital para que os hospitais estejam sempre bem conservados e com equipamentos novos, que os buracos nas estradas sejam consertados. De forma geral, a arrecadação, prevista por leis, é voltada para cuidar do espaço urbano, servindo ao interesse da população.

Reforma ética é mais importante

Na prática, porém, tais benesses não são contempladas pela população. Afinal, você já está cansado de ler no noticiário que hospitais estão sucateados, estradas esburacadas, praças de bairro em péssimos estados de conservação, e por aí vai. Apesar das belezas naturais, e da animação do povo, o Brasil é conhecido aqui dentro, e lá fora como o país da corrupção, do “jeitinho”, do mau uso do dinheiro público. Além de certos costumes errôneos de nós, que somos ‘povo’ integrante deste microcosmo (Brasil ) – jogar lixo no chão, avançar o sinal vermelho, pagar propina para o guarda para se livrar de uma multa pesada, etc – parte significativa da nossa classe política, contribui para a (má) fama do nosso país.

Nesse ínterim, é difícil acreditar que o dinheiro pago em impostos, seja na compra de uma caixa de fósforos, ou de um carro 0km, seja integralmente destinado em melhorias para a sociedade. Todavia, há restrições no direito de tributar. Um governante autoritário não pode cobrar o que quer no ímpeto de obter vantagens pessoais, pois o direito tributário segue princípios que dificultam, e limitam a cobrança de impostos. Mas, por outro lado, por termos um dos sistemas tributários mais complexos do mundo, é difícil nortear de forma transparente se o dinheiro vai ser aplicado onde deve. Solução? Reforma tributária. Eu diria, reforma ética.

Todos somos corruptos

Somos vitimas de um sistema corrupto, ineficiente e desigual, mas também culpados pelas pequenas corrupções do dia a dia, por deixarmos de pensar no coletivo em prol de nossas necessidades individuais. Ou você acha que ligar o som do celular no ônibus, atrapalhando o silencio da viagem dos demais passageiros, não é uma pequena infração? Todos precisamos de políticos, juízes, advogados. E o direito tributário tem atribuições importantes. Há ineficiência, há necessidade de mudanças. Mas por que, antes de tudo, não pensamos em mudar nós mesmos?

L99

Um site de variedades.

  • Página de exemplo
  • Enviar sua Postagem
  • Política de Privacidade
  • Termos de uso
  • Atividade
  • Membros
  • Registro
  • Ativação
Este é um site do grupo B20
Pular para a barra de ferramentas