Como se recuperar de lesões musculares praticando a fisioterapia?

Saiba quais são os benefícios e resultados que as sessões podem trazer

A Fisioterapia pode ser definida como uma prevenção e tratamento da saúde, por meio dos recursos físicos que ela utiliza. O profissional é encarregado de avaliar, reavaliar, prescrever, diagnosticar, interver e dar à alta fisioterapêutica.

Frequentemente precisamos da fisioterapia para reabilitação de movimentos, no vôlei, handball, rúgbi, nos esportes em geral, em uma batida de carro, ou até mesmo correndo na rua, estamos expostos a quedas e lesões musculares.

No futebol, por exemplo, se dois jogadores chegarem juntos na bola, correm o risco de cair ou pisar no outro e infelizmente romper os ligamentos do tornozelo, joelho ou da perna toda. Nesse caso, o atleta é afastado por tempo indeterminado dos campos, passa por uma cirurgia (caso haja necessidade) e inicia o tratamento de fisioterapia para reabilitar os movimentos perdidos com a contusão.

Em todos os casos de lesões, é preciso que um médico especializado avalie o paciente para poder passar exercícios de acordo com a reabilitação que ele precisa. Normalmente os processos são demorados, as sessões são feitas de 10 em 10 vezes e entre elas, o paciente precisa marcar uma nova consulta para que o médico responsável prescreva um novo exercício ou peça que continue o mesmo.

O mesmo fisioterapeuta deve acompanhar o paciente durante um número determinado de sessões. Com o acompanhamento médico, ele pode utilizar os equipamentos de fisioterapia para melhorar a reabilitação de forma mais rápida e precisa.

As sessões de fisioterapia, em geral, utilizam dois equipamentos de fisioterapia que são indicados para recuperação de lesões musculares: o tens para fisioterapia e o fes para fisioterapia.

O primeiro, tens para fisioterapia, serve para diminuir dores crônicas e agudas dos pacientes. É um aparelho que através de correntes elétricas, manda impulso para o centro da dor, localizado no cérebro. Esse impulso tem que ser mais forte que a dor, de modo de provoque o anestesiamento e diminua aos poucos a dor do paciente.

Já o segundo, fes para fisioterapia, é um tratamento que utiliza corrente elétrica para provocar a contração dos músculos enfraquecidos. É necessária uma série de estímulos com certa duração e repetição para recondicionar os músculos e fazer com que se reabilitem aos poucos.

Para uso de ambos é indicado que o fisioterapeuta acompanhe o paciente e dê alta quando for necessário.

L99

Um site de variedades.

  • Página de exemplo
  • Enviar sua Postagem
  • Política de Privacidade
  • Termos de uso
  • Atividade
  • Membros
  • Registro
  • Ativação
Este é um site do grupo B20
Pular para a barra de ferramentas