Thor

O filme Thor, lançado no Brasil no final de semana passada, é baseado no personagem da Marvel Comics de mesmo que por sua vez é baseado no personagem da mitologia nórdica de mesmo nome.

Para quem não conhece, o Thor da mitologia nórdica é um dos deuses mais poderosos e é o dono do martelo Mjolnir que pode ser traduzido como “aquilo que esmaga”. Filho de Odin, o principal deus da mitologia, Thor possui o título de deus do trovão e é essencialmente um deus que luta contra o mau, apesar de ter um temperamento brigão e baderneiro.

Nas HQs da Marvel, o personagem ainda mantêm as mesmas características psicológicas, mas a própria mitologia do universo Marvel destoa da mitologia Nórdica, sendo que a maior diferença talvez seja o fato de Thor ser irmão de Loki na mitologia Marvel e na mitologia Nórdica os dois são apenas companheiros de armas.

Já o filme da Marvel conta a história de Thor e seu primeiro contato com os humanos e como essa relação transformou o deus de uma criança arrogante até um homem maduro e sábio, preparado para defender tanto o seu mundo, quanto o nosso.

Dirigido por Kenneth Branagh, o filme conta com Chris Hemsworth como o deus Thor, Tom Hiddleston como Loki e Natalie Portman como Jane Foster, o interesse romântico de Loki. O filme é a primeira tentativa de colocar um herói super poderoso dentro da estrutura criada pelos filmes da Marvel e nesse ponto o filme consegue ir tremendamente bem. Todos os personagens conseguem passar a atmosfera de tragédia shekesperiana que a história merecia. Os efeitos do filme também estão muito bem colocados, sem exageros e mesmo o 3D foi usado com grande sabedoria.

O maior mérito do filme porem, é o de alcançar um novo patamar de qualidade para os filmes de super-heróis. Talvez o melhor filme da Marvel até o momento, ele mostra que é possível fazer um filme de personagens com super poderes sem parecer  galhofas ou superficial. Esse recado foi direto para os filmes da DC como o Lanterna Verde e o vindouro novo filme do Superman.

Uma observação final, quem é fã de Cavaleiros do Zodíaco, tem a obrigação de ver esse filme, pois tanto a questão da ambientação, quanto dos personagens e do figurino remete de alguma forma a saudosa série nipônica.

L99

Um site de variedades.

  • Página de exemplo
  • Enviar sua Postagem
  • Política de Privacidade
  • Termos de uso
  • Atividade
  • Membros
  • Registro
  • Ativação
Este é um site do grupo B20
Pular para a barra de ferramentas