Viajar para Paris

Em agosto de , viajei para Paris e fiquei 15 dias na capital francesa, entre os dias 4 e 19. Consegui tornar a viagem para Paris bastante barata e, neste artigo, pretendo compartilhar dicas para que você também consiga fazer o mesmo.

Graças ao uso de um programa de fidelidade, ativado com o uso de um cartão de crédito a ele vinculado, as passagens saíram praticamente de graça. A cada dólar gasto através do cartão de crédito eu acumulava milhas e, ao final de pouco mais de um ano, eu tinha 70 mil milhas acumuladas, suficientes para a ida e para a volta da viagem.

Tente escolher um bom cartão. Alguns pagam apenas 0,75 milhas por dólar gasto. Se você conseguir comprovar uma boa renda, conseguirá um cartão melhor que, no meu caso, pagava 2 milhas por dólar gasto. A anuidade de um cartão desses pode chegar a R$ 300, mas considerando o custo de aproximadamente R$ 2500 das passagens aéreas, foi um bom investimento. A passagem para Paris foi grátis praticamente. Faça as contas.

A partir do momento do desbloqueio do cartão, passei a fazer todos os gastos através dele. Muito importante é não gastar mais do que você gostaria normalmente. O limite não é um dinheiro seu. Você terá que pagá-lo em dia e integralmente todos os meses ou inviabilizará esse plano e vai se encrencar financeiramente.

No instante em que você conseguir a passagem desse modo, o próximo passo é conseguir a hospedagem. Se não quiser pagar nada pode verificar a possibilidade de um site de hospedagem “couch”. Pessoas disponibilizam gratuitamente quartos ou “sofás” de suas casas e, em troca, podem ser recebidos por outras pessoas participantes desse tipo de sites. Conheço pessoas que viajaram a europa inteira dessa maneira. Se eu tivesse escolhido essa modalidade não teria gasto nada.

Hospedagem em Paris

Outra opção barata são os albergues. Eu, como seria minha primeira viagem do tipo, preferi investir um pouco mais: preferi um hotel. Simples mas bom. Como os transportes em Paris são excelentes e mesmo as caminhadas são interessantes, preferi um hotel mais afastado, o que barateou ainda mais os custos. Paguei a reserva de 15 dias no cartão e, adivinhe, esse valor de aproximadamente R$ 3 mil será convertido em milhas que renderão uma nova viagem em breve.

Finalmente, para poder aproveitar ainda mais as atrações, uma vez que todas são pagas (entre 8 e 13 euros) economizei na alimentação. Aproveitei bastante os cafés da manhã do hotel, durante o dia comia frutas e algum doce para me abastecer para as caminhadas e à noite fazia um lanche. E, adivinhe novamente: pagava tudo no cartão para continuar acumulando milhas.

Para fechar a equação, vou reduzir ainda mais os custos contando minhas aventuras em Paris no blog Viagem Paris, isto é, rentabilizando minhas experiências.

Tudo indica que ainda vou viajar bastante nos próximos anos. Quero conhecer o mundo inteiro e gostaria que você conseguisse fazer o mesmo.

L99

Um site de variedades.

  • Página de exemplo
  • Enviar sua Postagem
  • Política de Privacidade
  • Termos de uso
  • Atividade
  • Membros
  • Registro
  • Ativação
Este é um site do grupo B20
Pular para a barra de ferramentas